Curiosidades

[Curiosidades][bsummary]

Ciências

[Ciência][twocolumns]

Diversos

[Diversos][bleft]

9 motivos provam que o mundo não está tão ruim como parece


Todas as notícias ruins ao redor do mundo. Terrorismo desenfreado, o tráfico que já era imenso no Brasil está cada dia mais forte; tudo isso nos faz pensar que estamos caminhando para uma nova era de trevas.

Mas está tudo bem. Tudo vai ficar bem. E nós vamos te explicar o porquê.
O mundo não é um lugar tão terrível quanto você pensa. Seu cérebro é especialista em fazer você pensar que as coisas são muito piores do que realmente são. A vida pode não ser perfeita, mas está melhor do que nunca.

1. Os truques da mídia para enganar o seu cérebro e te fazer pensar que as coisas estão piores do que realmente estão.



Há uma razão psicológica para pensar que o mundo é um lugar obscuro. Quando assistimos na TV ou lemos as notícias em jornais, nosso cérebro não consegue diferenciar a vida real da história real que está sendo narrada, ele não percebe de forma eficiente que estamos olhando para uma tela artificial. Eles pensam que o mundo real em que vivemos é o que vemos nessas histórias aterrorizantes - que foram varridas de todos os cantos do mundo.

Existe uma explicação científica para este fenômeno e ela é chamada de "Mean World Syndrome", que em tradução direta significa "Síndrome média do mundo". Quando foi desenvolvida pela primeira vez na década de 1990, o homem por trás desta teoria observou que uma criança assistia cerca de 8.000 assassinatos na TV, isso com 12 anos de idade. Quando vemos muita violência, achamos que a vida realmente é assim. Vemos ataques terroristas na França, cartéis no México, ou crimes racistas de ódio nos EUA, e nossos cérebros reagem como se tudo estivesse acontecendo bem ali, depois do portão de casa.
Isso muda a maneira como vemos o mundo. Estudos têm demonstrado que as pessoas que assistem à bastante violência na TV correm mais risco de ter comportamentos violentos, e as pessoas que assistem às notícias têm mais medo do crime do que as que não assistem. Vivemos com medo de nossos vizinhos, de pessoas nas ruas e até de andar em nosso bairro porque achamos que as notícias nos mostram toda a realidade que nos cerca, esquecemos do fato das mídias escolherem as piores noticias pois são as de maior audiência. Nossa realidade pode não ser de paz e amor, mas é muito melhor do que imaginamos.

2. Vivemos na época mais pacifica de todos os tempos



Apesar de todos os atentados terroristas, nunca houve um momento mais seguro para estar vivo do que agora. Toda a nossa história foi incrivelmente violenta, os genocídios e as guerras eram partes cotidianas da vida.

Baseado em evidências arqueológicas, acredita-se que desde o inicio da civilização, aproximadamente 15 por cento de todas as vidas terminaram em assassinato.
As coisas ficaram melhores com o passar do tempo. Hoje, a taxa de homicídios em todo o mundo é bem menor. Em alguns lugares os homicídios diminuiram exponencialmente. A Itália por exemplo, se compararmos o número de assassinatos que ocorreram no século XIV e hoje, veremos que as mortes atuais representam apenas 1,4 por cento das mortes do século XIV.
Os genocídios estão próximo do fim.

Tão terríveis como o ISIS e o genocídio ruandês, eles são apenas pequenos blips em comparação com o passado. No início da história, o genocídio era tão comum que fazia a Segunda Guerra Mundial parecer um tempo pacífico e tolerante. Em geral, a taxa de assassinato em massa tem diminuído muito e nunca foi tão baixa como hoje.

3. As pessoas são mais iguais do que nunca


Os direitos humanos estão em alta. Pela primeira vez na história, não há país no mundo com escravidão legal. A tolerância racial e religiosa está em todos os cantos. Existem atualmente menos países com leis que discriminam as minorias e as mulheres têm mais direitos do que nunca.

Mulheres compõem 40% da força de trabalho global e estão ganhando cada vez mais espaço em todas as áreas. Mesmo os direitos dos homossexuais estão em um ponto alto de todos os tempos. Mais lugares descriminalizaram a homossexualidade do que em qualquer ponto da história registrada.

4. As crianças são mais seguras do que nunca



Pais se preocupam mais com seus filhos hoje. Fomos educados com tanto medo na infância que hoje pensamos que pedófilos e sequestradores estão em todas as esquinas, mas eles não estão.
As crianças estão realmente mais seguras do que nunca antes. Os índices de criminalidade nos EUA estão mais baixos e há menos pedófilos perseguindo crianças nas ruas. Hoje uma criança tem apenas 1 em 1,5 milhões de chance de ser sequestrada, e apenas 3,1 por cento desses sequestros são feitos por estranhos.
Em casa também as crianças estão mais seguras. As estatísticas de abusos sexuais e violência física contra crianças estão em mínimos históricos.

5. Há mais empresários hoje graças a internet e a globalização



Por mais que pareça que as multinacionais estão destruindo todas as pequenas empresas, está ocorrendo exatamente o oposto: o mundo realmente tem mais empreendedores do que nunca. Olhamos nas ruas e vemos todas as grandes marcas de lojas em todos os lugares, então como é possível que mais pessoas estejam começando suas próprias empresas do que nunca?
A resposta é simples e se resume em apenas uma palavra: Internet.
Agora que as pessoas podem trabalhar on-line, mais delas são capazes de iniciar suas próprias empresas do que antes. Não precisamos do capital para comprar um edifício ou escritório podemos apenas configurar um site e monetizá-lo.
Isso significa que mais pessoas estão trabalhando em casa, fazendo suas próprias horas e definindo seus trabalhos para si.

6. A democracia está mais polarizada



Muitas pessoas estão reclamando sobre o processo democrático atual, mas o fato de que eles estão reclamando de tudo é realmente uma grande conquista. Isso significa que eles têm a liberdade de expressar sua opinião sobre o processo político sem medo - e mais pessoas desfrutam dessa liberdade hoje do que antes na história.

Há mais países democráticos no mundo agora do que nunca, mas isso é mais do que apenas números. Esses países têm políticas mais democráticas e eleições mais responsáveis. Acredita-se que dois terços dos países do mundo operam eleições democráticas completamente livres e justas.
Mesmo os poucos países autocráticos deixados no mundo, como a China, são infinitamente mais livres do que no passado. As políticas atuais da China são um avanço incrível se comparados com o tempo de Stalin e Mao.

7. Menos pessoas vivem na pobreza do que nunca



Hoje existem 702 milhões de pessoas na miséria, vivendo com cerca de R$ 10 por dia. Eles representam 9,6% da população mundial. Esse número pode parecer ruim, mas se compará-los com 1820 quando incríveis 94% da população viviam em extrema pobreza.
As taxas de pobreza têm diminuído de forma consistente e estão atualmente na menor taxa de sempre. Hoje, o Banco Mundial acredita que a pobreza extrema pode ser completamente erradicada.
Isso não significa que o problema irá desaparecer. Porém, mesmo que o restante do mundo não viva em extrema pobreza não significa que estão vivendo uma vida confortável. Significa, no entanto, que menos pessoas estão famintas do que nunca. E todas as apostas dizem que as coisas só vão melhorar.

8. Eventos ruins têm um impacto maior na sua mente



Então, se o mundo é tão maravilhoso assim, por que não percebemos isso? É culpa da mídia, por não nos dar histórias suficientes sobre flores e filhotes de gatos?
Não exatamente. Mesmo que as notícias relatassem todos os incidentes igualmente, você ainda notaria as más notícias mais do que as boas. Isso é por causa de algo chamado efeito de assimetria positiva-negativa, um aspecto da psicologia humana que parece ser projetado para nos manter infelizes.
Nossas mentes são projetadas para nos impedir que tenhamos impressões ruins de nós mesmos. Ele se esforça muito mais filtrando coisas ruins do que coisas boas, porque eles quer que conectemos essas coisas boas ao nosso senso de nós mesmos. Isso nos impede de nos odiar, mas o efeito colateral é que gastamos a maior parte de nossa energia mental notando coisas terríveis.

9. Nossos cérebros são projetados para pensar que as coisas estão ficando piores



Mesmo que tenhamos uma grande reação aos maus acontecimentos, essas memórias ruins começam a desaparecer à medida que o tempo passa. E isso produz um efeito chamado declinismo, que é a razão pela qual você acha que as coisas eram melhores quando você era jovem.
A maioria de adultos recordam os eventos que ocorreram entre 10 e 30 anos. Mesmo essas memórias, porém, não são inteiramente precisas. Tendemos a esquecer as coisas ruins que nos aborrecem tanto quando estávamos na casa dos vinte anos, mas guardamos todas as memórias positivas.
O que acontece é que nós possuímos um filtro do passado. Lembramos de um monte de coisas bpas mas esquecemos que passamos a maior parte do nosso tempo remoendo coisas ruins. Por conta deste filtro nós temos a sensação de que essas coisas ruins que acontecem hoje não aconteciam antigamente, e ai começamos a pensar que a vida está ficando pior.
Mas não. O mundo não está ficando pior. E mesmo que os temores de algumas pessoas se tornem realidade e as coisas tomem um rumo pior, temos todas as razões para acreditar que este é apenas um caso ruim dentre vários outros bons e que estamos caminhando a cada dia para um mundo melhor.

Fontes: List Verse  |  Onu Brasil


Nenhum comentário: