Curiosidades

[Curiosidades][bsummary]

Ciências

[Ciência][twocolumns]

Diversos

[Diversos][bleft]

Quer comprar drogas? Vá na drogaria - Drogas vendidas como remédio nos séculos passados

            

Estamos acostumados com a ideia de que drogas são vendidas por traficantes, e por pensar desta forma não paramos para analisar a origem destes entorpecentes, mas é claro que os meliantes que se aproveitam dos vícios das pessoas não seriam capazes de descobrir, fabricar e vender drogas por si sós, alguém inteligente o bastante fez isto primeiro para que eles então imitassem.

Acompanhe nesta seleção e descubra as drogas que eram vendidas como remédio nos séculos passados.

1- Vinho de coca

O vinho de coca da Metcalf era um de uma grande quantidade de vinhos que continham coca disponíveis no mercado. Todos afirmavam que tinham efeitos medicinais, mas indubitavelmente eram consumidos pelo seu valor “recreador” também.


2 - Lança-perfume (1910)

O carnaval de 1910 deve ter tido muita gente desmaiada no salão. Isso porque o o lança-perfume é capaz de acelerar a frequência cardíaca, por sensibilização à adrenalina, chegando a multiplicar por três vezes o número de batimentos por minuto. Quer dizer, era muito fácil ter uma parada cardíaca.


3 - Ópio para bebês recém-nascidos

Antigamente para aquietar bebês recém-nascidos não era necessário um grande esforço dos pais, mas sim, ópio. Esse frasco de paregórico (sedativo) da Stickney and Poor era uma mistura de ópio de álcool que era distribuída do mesmo modo que os temperos pelos quais a empresa era conhecida.

O produto era muito potente, e continha 46% de álcool. 

Na embalagem: “Dose – [Para crianças com] cinco dias, 3 gotas. Duas semanas, 8 gotas. Cinco anos, 25 gotas. Adultos, uma colher cheia.”

4 - Heroína da Bayer (1890 - 1910)

Entre 1890 a 1910 a heroína era divulgada como um substituto não viciante da morfina e remédio contra tosse para crianças.

Embalagem / Anúncio de Heroína vendida pela Bayer em 1898


“Em 1898, onze dias após lançar no mercado a conhecida Aspirina, os laboratórios Bayer começaram a comercializar um novo e revolucionário produto: Heroína. O nome, inspirado nas sensações dos primeiros pacientes que o haviam provado, não pôde ser mais comprometedor. Em poucos meses, ambas marcas, Aspirina® e Heroína®, eram anunciadas juntas como insuperáveis analgésicos e como remédio para várias enfermidades pulmonares. O êxito é tão rápido que, de pronto, a casa Bayer anuncia a Heroína como efetivo remédio contra tosse para crianças. A publicidade aparece em todos os grandes jornais. Na Espanha, a Bayer aproveita o inverno de 1912 para lançar uma intensa campanha de publicidade de seu “xarope de heroína”.

5 - Tablete de cocaína (1900)

Estes tabletes de cocaína eram “indispensáveis para cantores, professores e oradores”. Eles também aquietavam dor de garganta e davam um efeito “animador” para que estes profissionais atingissem o máximo de sua performance.


6 - Drops de Cocaína (1885)

Na embalagem: “Drops de Cocaína para Dor de Dente – Cura instantânea”

Drops de cocaína para dor de dente (1885) eram populares para crianças. Não apenas acabava com a dor, mas também melhorava o “humor” dos usuários.

Nenhum comentário: