China mantém um telescópio na lua desde 2013


Pesquisadores chineses relataram que seu telescópio robótico, o primeiro do tipo, está operando sem falhas desde que pousou na Lua em 2013.

O telescópio de 15 centímetros é montado no módulo Chang'e 3 , que aterrissou na superfície lunar em dezembro de 2013. Chang'e 3 (foto acima) carregava o jipe Yutu, que repetidamente lutou para sobreviver à noite lunar e parou de funcionar em março deste ano.

O telescópio enxerga luz ultravioleta, tornando-o particularmente adequado para observações que não são possíveis aqui na Terra. "Não há atmosfera na Lua, por isso, ao contrário da Terra, a luz ultravioleta de objetos celestes pode ser detectada na Lua", diz Jing Wang, do Observatório Astronômico Nacional de Pequim, responsável pelo telescópio. E como a lua gira 27 vezes mais lentamente que a Terra, o telescópio pode ficar fixo na mesma estrela por uma dúzia de dias sem interrupção, diz ele.

Em um artigo publicado esta semana, Wang e seus colegas detalham os primeiros 18 meses de operação do telescópio, durante os quais ele observou por 2000 horas e monitorou 40 estrelas. A equipe também capturou uma imagem da galáxia Pinwheel, mostrada abaixo.

Galáxia Pinwhell

Os astronautas da missão Apollo 16 tinham um telescópio UV operado manualmente, que usavam para tirar fotos da Terra, das estrelas e da Grande nuvem de Magalhães. Mas o telescópio chinês é o primeiro a ser operado remotamente da Terra.

Isso é um desafio, porque a lua é um ambiente hostil, cheio de poeira lunar carregada e abrasiva que pode entrar no equipamento e destruir os circuitos eletrônicos. Para combater isso, o telescópio é armazenado dentro do Chang'e 3 durante o nascer e o pôr-do-sol na Lua.

Fonte: Arxiv

Nenhum comentário:

//História

[História][bleft]

//Saúde

[Saúde][bsummary]

//TV

[TV][twocolumns]