Jovens podem recuperar a memória em apenas um mês sem fumar maconha, aponta estudo

O uso de cannabis realmente enfraquece a sua memória.

As pessoas que deixaram de fumar a droga viram suas habilidades cognitivas melhorar após apenas uma semana.

Embora a cannabis tenha uma reputação de tornar as pessoas menos sensíveis, é difícil saber se a droga causa os problemas ou se as pessoas que fumam já têm uma memória ruim quando começam a fumar.

A única maneira definitiva de descobrir é um estudo randomizado, em que algumas pessoas que normalmente não fumam maconha, passem a fumar por alguns meses, mas isso nunca passaria por um comitê de ética.

Assim, Randi Schuster, do Hospital Geral de Massachusetts, em Boston, acertou na ideia de um teste que pede aos usuários existentes que parem e os compare com um grupo de controle que continua.

A equipe de Schuster recrutou 88 pessoas entre 16 e 25 anos que usavam cannabis pelo menos uma vez por semana. Dois terços deles, escolhidos aleatoriamente, foram incentivados com dinheiro a parar por um mês, com exames de urina regulares para confirmação. No início do julgamento e uma vez por semana eles fizeram vários testes mentais.

Os desistentes tiveram uma pontuação significativamente melhor nas tarefas de memória na primeira semana e permaneceram nesse nível pelo resto do mês. Aqueles que continuaram usando cannabis só melhoraram suas pontuações um pouco ao longo do mês, provavelmente porque estavam se acostumando aos testes, diz Schuster.

Estudos de varredura do cérebro mostraram que usuários regulares de cannabis têm quantidades menores de um receptor no cérebro que se liga a substâncias químicas presentes na droga. Este receptor é normalmente encontrado em níveis elevados no hipocampo, parte do cérebro envolvido na memória, diz Tom Freeman, da Universidade de Bath, no Reino Unido, que não esteve envolvido no estudo. "Faz sentido que é aqui que vamos ver as deficiências".

Os exames do cérebro descobriram que os níveis de receptores de cannabis voltaram ao normal dentro de dois ou três dias após o abandono - contando com as últimas descobertas de que a recuperação da memória era rápida.

Nenhum comentário:

//História

[História][bleft]

//Saúde

[Saúde][bsummary]

//TV

[TV][twocolumns]