Amazon usou Inteligência Artificial para identificar e demitir funcionários improdutivos

Amazon usou Inteligência Artificial para identificar e demitir funcionários improdutivos
Desta vez, a inteligência artificial está literalmente tirando empregos.
Estação De Automação
Desta vez, a inteligência artificial está literalmente tirando empregos.

Documentos obtidos pelo The Verge mostram como a Amazon usou um sistema de computador para rastrear e demitir centenas de funcionários dos centros de distribuições por falharem em atingir as cotas de produtividade - um vislumbre sombrio de um futuro no qual a IA é o seu chefe.

Embora nem todas as decisões tenham sido tomadas por um sistema de computador, os documentos - incluindo uma carta assinada por um advogado da Amazon descrevendo o sistema - revelam quão profundamente automatizado o processo realmente é. Não está claro se a Amazon ainda está usando o sistema.

O sistema da Amazon monitora as taxas de produtividade de cada funcionário individualmente”, diz a carta citada por The Verge , “e gera automaticamente quaisquer avisos ou términos referentes a qualidade ou produtividade sem a contribuição dos supervisores”.

Boss Machine
Depois que essa história foi publicada, a porta-voz da Amazon, Ashley Robinson, divulgou uma declaração que contra-atacou o jornal The Verge.

"Semelhante a muitas empresas, temos expectativas de desempenho, independentemente de serem funcionários corporativos ou de centros de distribuição", diz o comunicado. “Apoiamos pessoas que não atendem aos níveis esperados delas com coaching dedicado para ajudá-las a melhorar e ter sucesso em suas carreiras na Amazon. Jamais dispensaríamos um funcionário sem primeiro garantir que eles tivessem recebido nosso apoio total, incluindo coaching dedicado para ajudá-los a melhorar, e treinamento adicional. Como somos uma empresa que continua a crescer, é nosso objetivo de negócios garantir oportunidades de desenvolvimento de carreira de longo prazo para nossos funcionários”.

História Zero
Independentemente disso, os centros de atendimento da Amazon viram muita automação na última década. Um complexo sistema de robôs de depósito vem substituindo trabalhos - e, às vezes, criando novos.

As condições de trabalho são terríveis na varejista on-line: um funcionário anônimo  escreveu para o The Guardian no ano passado sobre as demandas extraordinariamente extenuantes que a empresa impõe aos funcionários do depósito.

"Através do uso de rastreadores e indicadores digitais, nosso dia de trabalho é gerenciado até o segundo", diz o editorial.

Mas o sistema automatizado de rastreamento e disparo soa ainda mais notório - colocando o poder sobre o emprego nas mãos de uma IA que rastreia detalhes invasivos como a quantidade de tempo que os funcionários gastam "fora das tarefas".

Uma das coisas que ouvimos consistentemente dos trabalhadores é que eles são tratados como robôs, porque são monitorados e supervisionados por esses sistemas automatizados”, disse a crítica da Amazon, Stacy Mitchell, ao  The Verge . "Eles são monitorados e supervisionados por robôs."

Nenhum comentário:

//História

[História][bleft]

//Saúde

[Saúde][bsummary]

//TV

[TV][twocolumns]