95% do universo é invisível

O anel sobreposto a esta imagem do Hubble é uma representação da matéria escura que se acredita estar causando as distorções no aglomerado de galáxias.
Há uma descoberta tão surpreendente que ainda não gotejou na consciência da maioria dos cientistas ativos: tudo o que a ciência tem estudado nos últimos 350 anos é apenas um contaminante menor do Universo.

Apenas cerca de 4,9% da massa-energia do Universo são átomos: o tipo de coisa de que você, eu, as estrelas e as galáxias são feitos (e, disso, apenas metade foi observada com telescópios).

Cerca de 26,8% da massa-energia cósmica é matéria escura invisível, revelada porque puxa com sua gravidade a matéria visível.

Os candidatos para o que constitui a matéria escura incluem partículas subatômicas até então desconhecidas e buracos negros feitos no Big Bang.

Mas, além da matéria escura, existe a energia escura, responsável por 68,3% da massa-energia do Universo.

É invisível, preenche todo o espaço e está acelerando a expansão cósmica. E nossa melhor teoria - a teoria quântica - superestima sua densidade de energia por um fator de um seguido por 120 zeros!

Nenhum comentário:

//Saúde

[Saúde][bsummary]

//TV

[TV][bleft]

//Tecnologia

[Tecnologia][twocolumns]